De Cara Limpa

Nos últimos meses comecei a me interessar muito no estudo das pessoas. Sociologia, antropologia… na verdade me interesso muito pelas questões interpessoais e também a relação pessoa-ambiente. Talvez seja isso que a arquitetura me mostrou e talvez seja por isso que a arquitetura me decepcionou. Eu gostaria de entender mais as pessoas, suas relações, sua rotina, mas – nesse caso principalmente – a quebra do cotidiano, do comum.

 

Um dia, mais de um ano atrás, eu estava rodando os canais da televisão na ingênua esperança de achar alguma coisa boa para assistir. Era um sábado à noite e você já deve estar com pena de mim. Eu com meus vinte e poucos anos em um sábado à noite rodando canais, mas sejamos honestos, ao menos eu não aceitei assisti Zorra Total. Mas sabe que por mais milagroso que seja, eu encontrei um programa bastante interessante. Ele se chama “De cara limpa” com o Fernando Caruso.

O programa tem a proposta de quebrar a rotina mal-humorada/ estressante carioca ou paulistana, o que me chamou bastante a atenção, pois – como eu acabei de dizer- foi bem na época que comecei a me interessar nessa questão.

Ele se divide em duas partes, em dois ambientes de “intervenção”. Estou colocando a primeira parte do mesmo episódio que eu vi pela primeira vez, sobre trânsito (admito que a segunda parte desse episódio não é muito legal, mas a do trânsito achei ótimo e outros que existe são excelentes). Eu me interessei muito por como ele lidava em não aceitar a monotonia do cotidiano, lembrou-me até um pouco do filme Patch Adams que na minha infância me tomou por esse mesmo conceito de quebra da rotina. Eu parecia uma criança vendo “O Rei Leão” de tanto que achei a idéia interessante… mentira, mas eu preciso fazer uma propaganda para lhe convencer a ver o vídeo.

 

O legal de ser trânsito é que é algo comum a quase todos, é algo que estudamos no urbanismo e é algo completamente ridículo por passarmos tanto tempo ali, sentados no carro, sem fazer nada, aceitando que – literalmente – perdemos horas de nossas vidas diariamente em uma grotesca fila de carros (um pouco de dramaticidade para esquentar o post).

Bom, eu escrevo muito, então vou me controlar. Segue o vídeo, vejam (a primeira parte tem dez minutinhos é muito menos que o tempo que você perde no trânsito).

 

 

Por que gostei tanto? Primeiro por mostrar o claro contraste entre o “aqui não” (onde crianças brincam de empinar pipa) e o “aqui sim” (trânsito). Depois, por como ele relata a nossa total falta de relação interpessoal e como é simples quebrá-la. A produção é simples, as idéias são simples. Por último, é interessante notar como o trânsito realmente é a primeira coisa que nos marca em um dia (quem nunca teve mau humor um dia inteiro por pegar um trânsito caótico de manhã? Ouviu uma piada no rádio e contou no trabalhou para todos? Ou uma música bacana e ficou cantarolando por horas?).

Acho que o grande problema é que nos acostumamos com os momentos “agora sim” (que nesse caso são os momentos negativos da vida). Violência, trânsito, estresse, frieza, etc… etc… etc… essas coisas não são comuns e não deveríamos submeter grande parte de nossos dias assim, parecem momentos perdidos, saca? Deveríamos rir mais, sabe?

 

Claro que este é um programa de televisão, mas a partir dessa época eu comecei a tentar pensar se não existiria alguma forma que eu pudesse trabalhar com isso, de produzir algo em relação a isso (e claro que recebendo por isso, pois ainda nos submetemos ao capitalismo). Mas enquanto não consigo concretizar formas de realizá-lo, fica nos âmbito da imaginação.

 

De Cara Limpa, com Fernando Caruso.

Quando: Sábados, às 21:30h

Duração: 30 min

Onde: Multishow

Ou Youtube, os episódios estão todos lá.

Anúncios

6 thoughts on “De Cara Limpa

  1. Marcon! Que legal seu post! Realmente, esse programa é muito legal, e o Multishow é um canal com uma programação muito boa, o que convenhamos, é muito difícil ultimamente! Beijocas!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s